Cinema, Lifestyle

O Lar das Crianças Peculiares: Tim Burton + Elenco Maravilhoso

Agora que decidi falar de cinema aqui no blog, ninguém me segura! O filme escolhido desta vez é o imperdível: O Lar das Crianças Peculiares, de Tim Burton, que entra em cartaz nos cinemas brasileiros no dia 30 de setembro (sim, falta muito! Mas quero já!). Daí, você pode estar se perguntando como eu sei que o filme é bom, se nem estreou ainda? É um chute pelo que vi do trailer (que foi divulgado há uns dias). Mas só de ser uma obra de Tim Burton – que aliás tive o prazer de encontrá-lo em São Paulo, no começo do ano – já dá para ter quase certeza de que é uma história incrível, nos dois sentidos da palavra.

Cena de O Lar das Crianças Peculiares, de Tim Burton

Cena de O Lar das Crianças Peculiares, de Tim Burton

Capa do livro que serviu de inspiração para o novo filme de Tim Burton

Capa do livro que serviu de inspiração para o novo filme de Tim Burton

O roteiro é baseado no enredo do livro Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children (O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, em português), do autor Ransom Rigg. Ele vendeu bem lá fora, mas não ouvi falar tanto aqui no Brasil. Alguém já leu? Julgando o livro pela capa, dá muito medo! Mas muito medo mesmo! Olha só a imagem ao lado, mas pelo trailer dá para ver que a adaptação para as telonas é bem mais “fofinha”. Na própria exposição de Tim Burton no MIS (o Museu da Imagem e do Som, em São Paulo) tem uma seção sobre o amor e outros sentimentos “do bem” e universais nos trabalhos do diretor – sim, ele não é tão macabro como imaginávamos. Coloquei o vídeo um pouco mais abaixo, neste post.

Mas uma coisa “burtiniana” tem de sobra em O Lar das Crianças Peculiares: o visual. Só pelo trailer já dá para perceber aquela estética criativa e impecável, a beleza e a perfeição das imagens que mostram as tais e das peculiaridades das crianças do orfanato – obviamente feitas com efeitos especiais e muita tecnologia, é tão bem-feita que já vejo algumas nomeações à estatuetas do Oscar! Os personagens voam, comem pelo nuca – sim, você não leu errado e essa parte dá uma leve aflição, viram pássaros em imagens fantásticas (novamente, nos dois sentidos da palavra). É o mundo maravilhoso de Tim Burton! O humor sarcástico não apareceu no trailer, mas se tratando do cineasta, pode dar um tempero a mais para essa história.

Agora, sobre o que fiquei muito impressionada, que elenco mais maravilhoso, gente! Claro que amo as parcerias de Burton com Johnny Deep e Helena Bonham Carter, que aliás você pode ver em Alice Através do Espelho, mas já estava na hora de renovar o elenco Burtianiano. Eva Green já tinha trabalhado com o diretor em Dark Shadows (Sombras da Escuridão) e ganhou o papel de Srta. Peregrine, a responsável pelo orfanato. Tem Samuel L. Jackson, Allison Janey – essa atriz é ótima! (fez Beleza Americana, Juno e a mãe de Emma Stone em História Cruzadas),  Judi Dench (aquela senhora britânica maravilhosa que interpretou Rainha Elizabeth em Shakespeare Apaixonado), fora as crianças, umas graças! O casal principal adolescente – sim, já dá para ver que é casal pelas fotos – é Asa Butterfield, de A Invenção de Hugo Cabret, e a relativamente novata Ella Purnell (cheia de estilo nos red carpets)! É muito ator bom junto, não tem como dar errado.

Veja o trailer! E vá entrando no clima porque a estreia é para o fim do ano só.

 

 

 

 

 

Compartilhe
0 Comente aqui
Comente pelo facebook
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui

Escreva seu comentário