Beleza, Testei, Tips

Depilação: ainda existe isso?

Chegou ao fim as minhas férias de verão (aproveitei muito, viajei para a costa de Alagoas e para Ubatuba – onde tenho casa) e quero compartilhar com vocês um incômodo de verão que eu nem lembrava mais que existia: depilação! Isso mesmo que você leu! Eu não faço mais depilação praticamente. Fiquei o tempo todo de biquíni, saias curtas, shorts – isso por quase dois meses – e nem lembrava que existia os tais pelos! (sim, não tem mais acento – pêlos não existe mais).

Bom, nessas duas viagens encontrei amigas, vizinhas, familiares e tive contato com essa questão de volta. E uma amiga teve até que vestir canga e calça para disfarçar a depilação vencida em um dos dias da viagem. Eu nem podia imaginar mais isso! Mesmo com o tempo fechado em alguns momentos (olha só a foto), não dava para colocar calça, blusa que não regata, eu ficava só de body até! Foi difícil de acreditar que algumas mulheres precisam se cobrir por causa daquele período entre as sessões de depilação!

Cenos do verão

Cenas do verão: pouca roupa e depilação em dia

Conversa vai, conversa vem, reparei que ela não estava sozinha! Sempre alguma amiga reclamava dos pelinhos que nasciam nas axilas, virilhas e pernas. Logo que uma amiga reclamou da depilação, pela primeira vez, me veio à mente a lembrança de dor da cera quente, mas pior que ela: a gilete! Sim, essas lâminas me causam agonia porque minha pele é extremamente sensível e eu não posso passar isso, de jeito nenhum, fico com arranhões, dores e muita aflição.

Essa minha amiga me perguntou onde eu fazia depilação (ou como), já que estava viajando há quase dois meses e estava com a perna, virilha e axilas lisinhas. Foi aí que contei para ela que eu não depilo mais pois não tenho mais pelos, acabei com eles em algumas (inúmeras, na verdade) sessões de laser e ela ficou maravilhada com essa opção. Como assim? Desde quando depilação à laser é novidade? Percebi, naquele momento, que apesar de tão falada nas revistas, pouca gente se submeteu a depilação à laser, que é realmente definitiva (muita gente me pergunta com desconfiança: funciona mesmo?).

Cada um tem seus motivos para optar por um método de depilação, claro. Mas gostaria de compartilhar com vocês a maravilha que é passar meses, anos, sem se preocupar com depilação. Sim, isso é possível! É um pouco caro e doloroso no começo, mas para quem passou uma vida sofrendo com isso, vale a pena!

Comecei minhas sessões há anos, acredito que há mais de cinco anos, quando a Skinmax chegou ao Brasil. Fiz logo o pacote completo e perdi as contas de quantas sessões realizei, mas, na décima, eu já estava quase sem pelo algum. Depois, é manutenção (alguns pelos podem voltar a crescer, sim, mas são tão poucos que dá até para tirar com pinça). Vou a cada seis meses ou quando enxergo um ou outro pelo. É caro? Sim, mas talvez se colocarmos na balança os gastos mensais de uma depilação com cera e à laser, a segunda opção possivelmente valerá mais a pena.

Agora, você deve ficar muito atenta! A depilação a laser é diferente da fotodepilação (e ela tem sido vendida como laser)! Já ouvi relatos de pessoas que fizeram várias sessões de fotodepilação e não adiantou nada, apenas diminui o pelo e é temporário. Por isso, eu recomendo o Skinmax, que é laser mesmo.

Agora os contras dessa oitava maravilha do mundo, como tudo na vida, sim, tem pontos negativos: eu tenho alguns pelos loiros, eles infelizmente não saem (mas são poucos e quase imperceptíveis), então, a cada seis meses ou mais, eu me depilo com cera – mas a dor nem se compara com aquela que eu sentia antes do laser. Mas se o seu pelo é todo loiro, ele não vai sair porque essa depilação é alcançada pelo contraste da cor do pelo e da pele (quanto mais branquinha, melhor). Infelizmente, por isso, não é uma opção para mulheres negras, muito morenas ou senhoras com pelos brancos. Mulheres com o tom da pele amarelado podem sentir mais dor também – as máquinas mudam.

Bom, fora isso, é uma opção a ser considerada, não? o que acham de ter uma vida livre disso aí?

depilacao-laser-funciona

 

 

Compartilhe
2 Comente aqui
Comente pelo facebook
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui

Escreva seu comentário
  1. Mariana Denis Ribeiro
      04/05/2017 - 15h59

    Existem inúmeras matérias dizendo que aumenta as chances de desenvolver doenças, que a pele fica desprotegida (íntima), qual a sua opinião sobre isso? Quero muito fazer, mas essas dúvidas me assombram

    •   14/05/2017 - 21h08

      Eu não sou médica para te emitir uma opinião com propriedade sobre esse assunto, sugiro que você converse com um especialista =/

2 comentários